Monday, December 15, 2008


Posso dizer que no momento da queda da maioria das coisas que conheço, acabo me sentindo em "alta". Nada me valorizou de fato para que sentisse assim, mas simplesmente parece que minhas hemorragias constantes acabaram. Incrível!
Certamente será apenas mais um momento de reflexão que a vida me proporciona, algo como "dê um gole d'água ao que tem sede que este será seu escravo" ou "o melhor tempero é a fome". Isso significa, nada mais, nada menos, que estou supervalorizando uma alegria fictícia, uma vez que minhas lamentações e desesperos tomaram 99% da minha vida. Agora piso em ovos, sem precisar puxar tapetes.

3 comments:

.idéias soltas. said...

só aborta.

Matt Berg Avila said...

tua poesia me dá ganas de ler mais! me escreve um livro interminável poly! lerei por toda minha existencia!

Dy said...

Pauline? Será que a longa jornada de procura a Pauline Pedrotti acaba por aqui?? Caso não se lembra sou Adriana, a Didy, que compartilhou contigo, juntamente com o Luiz, um ano de tua vida, alias, pelo menos as manhas la no Marechal, lembras?? Te procuramos ha muito tempo! Entre em contato!! email >> dycariello@gmail.com O Lu te achou no orkut... eu te add lá! Pode parecer estranho, mas sinto saudades!!! Beijos